All Dub Group

DICAS E SOLUÇÕES PARA UMA VIDA MAIS INCLUSIVA

Dicas práticas para inspirar seu time com palestras acessíveis

As empresas mais atentas já perceberam a importância de contratar palestras corporativas e treinamentos motivacionais para escalar resultados com frequência e consistência.

Uma boa oportunidade também para dar voz aos colaboradores, entender suas necessidades e receber sugestões. Naturalmente, todo gestor espera que com essas ferramentas a produtividade aumente, e os resultados também.

Mas essa gestão humanizada se estende a todos os colaboradores?

E quando se trata de pessoas com deficiência auditiva ou visual? Como esse quadro de colaboradores é impactado com os treinamentos e palestras?

Ao contrário do possam supor muitos gestores e tomadores de decisão de áreas envolvidas como RH e Marketing, contratar uma palestra acessível não é um processo complexo. Muito pelo contrário.

Existem soluções acessíveis que são adaptadas a todos os temas e formatos de palestras e treinamentos – sejam eles presencial ou online.

E nessa hora não há nada melhor do que poder contar com a experiência de empresas capacitadas e especializadas como o Grupo Identidade e a All Dub Group, para incluir verdadeiramente seus colaboradores, pessoas com deficiência auditiva ou visual.

Essas duas empresas são especializadas em seus respectivos segmentos de palestras, treinamentos corporativos e acessibilidade audiovisual.

E se uniram para fornecer palestras acessíveis às empresas de todos os portes por meio de boas práticas de inclusão.  para profissionais com deficiências terem amplo acesso aos conteúdos oriundos de treinamentos, palestras motivacionais e outros eventos empresariais.

Antes, uma reflexão sobre as principais razões para adaptar a mensagem interna para todos os colaboradores

Tudo começa pela legislação que estabelece a obrigatoriedade de as empresas contratarem profissionais com deficiência. Mas não basta contratar colaboradores: é preciso que essa inclusão se estenda a outros níveis.

As pessoas com deficiência precisam ser incluídas em todos os níveis e serem tratadas como profissionais que são, com todos os direitos. É preciso promover o acesso físico aos locais de trabalho e também acesso aos eventos corporativos, o que inclui as palestras de treinamento, as motivacionais e os outros eventos das companhias.

Vamos aqui fazer um aparte para falar sobre as Leis de Cotas e de Inclusão.

Em vigor há 30 anos, a Lei de Cotas para Deficientes apresenta resultados aquém do esperado, tanto pelo governo como por entidades que atuam na defesa dos direitos de pessoas com deficiência.

A legislação prevê que empresas com 100 ou mais funcionários tenham entre 2% e 5% de trabalhadores PCDs.

No entanto, segundo dados da Secretaria do Trabalho, do Ministério da Economia, este percentual nunca passou de 1%.

Pessoas com deficiências leves – em geral com membros amputados ou com audição ou visão parcial – são as que têm mais facilidade para preencher essas cotas.

De acordo com o censo de 2010 feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o País tem cerca de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo que 582 mil são cegas e 6 milhões com baixa visão, sem falar que 29 milhões de pessoas declararam possuir alguma dificuldade permanente de enxergar, usando óculos ou lentes corretivas.

O mesmo estudo mostra que, cerca de 2,2 milhões têm deficiência auditiva em situação severa e, entre estes, 344,2 mil são surdos.

“Como deixar de lado um público economicamente ativo? Não é possível”, diz Ana Lúcia Motta, CEO do All Dub Group.

“Por isso nos especializamos em fornecer conteúdos em Janelas de Libras (Língua Brasileira de Sinais), que é o segundo idioma oficial do Brasil e o principal da comunidade surda, o Closed Caption (legendas ocultas para deficientes auditivos) e a Audiodescrição para deficientes visuais, que são os recursos para que as pessoas tenham acesso aos conteúdos audiovisuais, incluindo as palestras corporativas e outros eventos e tenham inclusão social”, observa a CEO da All Dub.

 

É justamente para apoiar gestores de RH e Marketing que preparamos esse material educativo com dicas práticas.

Vamos lá?

Acessibilidade além da cota

Por meio de Janelas de Libras, legendas ocultas para deficientes auditivos e audiodescrições para deficientes visuais sua palestra e treinamento podem chegar a todos os públicos.

Mas, porque pensar nisso?

Mesmo que os números de pessoas com deficiência incluídas nos quadros funcionais estejam aquém do que manda a lei, é preciso incluir verdadeiramente essas pessoas com deficiência aos quadros funcionais e não apenas contratando e deixando de lado como se houvesse um dever cumprido.

Temos que pensar que esses profissionais com deficiência são produtivos e para que mostrem isso eles precisam de treinamento acessível, palestras motivacionais, enfim, os mesmos direitos de uma pessoa não deficiente.

De acordo com Ana Lúcia Mota, “temos uma Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, o Estatuto da Pessoa com Deficiência, Lei 13.146 de julho de 2015, que diz, basicamente, que não importa qual o tipo de necessidade a pessoa tenha, ela tem direito a acesso disponível durante a sua vida cotidiana, incluindo aí os conteúdos audiovisuais. Ao meu ver, isso inclui a compreensão plena de treinamentos, palestras motivacionais e outros eventos corporativos”.

Letícia de Freitas e Castro, do Grupo Identidade, complementa que essa parceria entre o Grupo Identidade e a All Dub “é uma experiência inédita para nossas empresas e também para o mercado, pois pela primeira vez os segmentos de Eventos Corporativos e de Acessibilidade Audiovisual se unem para auxiliar na inclusão social e empresarial de pessoas com deficiência. É uma democratização de conhecimentos que leva à inclusão verdadeira desses profissionais”. 

E como tornar as palestras acessíveis para surdos e ensurdecidos? 

Planejando Apresentação

Um evento tem sempre que ser planejado nos mínimos detalhes, e ainda mais quando falamos em palestras acessíveis.

Na hora de planejar o tema e formato é preciso pensar se a mensagem chegará de modo claro a todos os participantes.

O que levar em conta?

Critérios básicos como som audível para todos. E consideração de se as apresentações que demandam suportes visuais podem ser vistas por todos, se os participantes têm necessidades de adaptações do material e meios de distribuição. 

Recursos visuais

Uma palestra motivacional ou de treinamento para pessoas surdas e ensurdecidas tem que levar em conta todos os tipos de recursos visuais. Isso significa pensar em slides bem elaborados com explicações bem claras sobre o assunto que se debate.

Janelas e Intérpretes de Libras

Em palestras e eventos ao vivo ou pré-gravados, deve-se pensar no recurso das janelas e nos intérpretes de Libras. A Língua Brasileira de Sinais é oficialmente e legalmente o segundo idioma reconhecido em todo o território Nacional, portanto, na hora de pensar em uma palestra acessível, é bom ter especialistas nessa língua para a mensagem chegar aos surdos e ensurdecidos.

Legendas

Nem todas as pessoas com deficiência auditiva tiveram educação formalizada em Libras, para isso os organizadores de eventos e palestrantes têm que pensar em outras opções, como as telas de Closed Caption, que transformam em legendas o que está sendo falado no momento da palestra, ou nas Legendas Ocultas para pessoas surdas ou ensurdecidas. Essas legendas devem, aliás ser concomitantes às janelas e intérpretes de Libras.

Iluminação ideal

O que significa iluminação ideal para atender pessoas ensurdecidas ou surdas?  Significa que seja ao vivo ou pré-gravado, as pessoas precisam ter visão clara do palestrante, do intérprete de Libras ou que a janela de Libras seja bem visível em qualquer parte do evento. Isso significa que tudo esteja bem iluminado para que este público veja com clareza o que acontece no palco ou no vídeo.

Recursos de Áudio

Pessoas com deficiência visual também precisam ter acesso a tudo o que se passa em um evento ou palestra, seja um treinamento ou motivação, os recursos de áudio têm que ser pensados para essas pessoas. Não basta ouvir o que o palestrante está dizendo, é preciso dar a eles o direito a uma participação efetiva.

Por isso a necessidade dos audiodescritores. Eles irão passar às pessoas com deficiência visual ou cegas detalhes de como é o palco, a cena, de que modo o palestrante se move, enfim todos os detalhes visuais.

Para essas pessoas, seja a palestra ao vivo ou pré-gravadas, o palestrante ou o audiodescritor deve dizer onde está e fazer uma breve descrição de si mesmos. Isso ajudará as pessoas com deficiência visual uma “imagem” de quem está ministrando a palestra.

Simplificação de termos – O uso de palavras simples, explicações para siglas e termos técnicos, o ritmo de fala do palestrante, as pausas entre os tópicos permitem que as pessoas com deficiência tenham um tempo extra para assimilar e processar as informações, além de ajudar os intérpretes de Libras e audiodescritores na tradução simultânea do conteúdo.

Textos alternativos e materiais complementares 

Disponibilizar textos alternativos para as imagens; fornecer transcrições de textos e legendas; descrever o conteúdo de uma palestra para melhorar o trabalho dos tradutores e intérpretes de Libras e Audiodescritores também faz parte de oferecer palestras inclusivas e acessíveis.

Isso ajuda os palestrantes e os profissionais envolvidos a comunicarem seus conteúdos para as pessoas com deficiência, especialmente quando se trata de passar treinamentos que utilizam muitos termos técnicos

É bom ter empresas que pensam em como fornecer o melhor conteúdo junto com a melhor acessibilidade. Fornecer palestras acessíveis para seus profissionais com deficiência auditiva ou visual faz parte das boas práticas de gestão de um mundo que precisa ser cada dia mais inclusivo.

Isso vai fazer uma diferença enorme na experiência de quem estará te assistindo. E se as empresas realmente querem fornecer aos seus colaboradores precisam contratar quem saiba como fazer isso da melhor maneira.

Palestras com conteúdo e acessibilidade para todos

Contratar empresas especializadas é importante para que gestores tenham apoio para planejar e contratar eventos acessíveis, garantindo que todos os participantes tenham acesso por meio de material acessível.

Mesmo que no contexto atual a maioria dos eventos esteja sendo à distância, é preciso pensar que essas palestras online também precisam ser traduzidas e legendadas.

Soluções que são entregues mediante a parceria celebrada entre o Grupo Identidade, que fornece palestrantes dos mais diferentes perfis e temas de alta performance, e a All Dub Group, estúdio de dublagem, tradução e legendagem, que conta com os melhores tradutores e intérpretes de Libras, legendadores e audiodescritores para colocar os conteúdos em formatos acessíveis para profissionais com deficiência.

Palestras acessíveis e as boas práticas corporativas

A empresa tem muito a ganhar com essas palestras acessíveis e com a inclusão de pessoas com deficiência em seus quadros. A companhia que traz a acessibilidade ao seu negócio faz com que não só os funcionários se sintam motivados, mas traz motivação à sociedade, que se sente representada e isso gera fidelização de clientes e dos consumidores finais, que se identificam com o modo de negócio adotado.

A inclusão de pessoas, hoje parte de uma boa prática de gestão corporativa, vai além de legislações que obriguem uma empresa a contratar pessoas com deficiência para mostrar diversidade. Essa prática de boa gestão vai atrair os melhores talentos para a empresa, afinal, quem não quer trabalhar em uma empresa que quer a participação de pessoas de diferentes representações em seus quadros?

Como contratar?

Após explicar de que modo podem ser feitos os eventos acessíveis, é bom destacar que essa inclusão faz parte das boas práticas corporativas, cada vez mais necessárias em um mundo que precisa aprender a aplicar a diversidade nas organizações. Não é fazer palestras e outros eventos acessíveis apenas porque a lei manda, mas porque isso é necessário e eficiente se quiser ter colaboradores que realmente vestem a camisa da empresa.

“Fornecer palestras acessíveis aos profissionais com deficiências auditivas ou visuais é desenvolver uma vantagem de ‘Inteligência Competitiva’ que coloca a empresa à frente dos seus concorrentes, além de promover conhecimento e capacitar profissionais dentro da área de acessibilidade”, explica Ana Lúcia Motta.

Os profissionais de Recursos Humanos, gestores de Marketing e outros contratantes de palestras corporativas e motivacionais só têm a ganhar com essa parceria, pois terão opções de palestras acessíveis que podem ser pré-gravadas em vídeos e peças a serem exibidas nas palestras, em modelo híbrido ou ao vivo.

“A importância dessa parceria entre a All Dub Group e o Grupo Identidade é fornecer para as empresas eventos customizados, com acessibilidade completa, para incluir o público que necessita desses recursos. E as empresas ainda ganham um diferencial no mercado, desenvolvendo a vantagem competitiva com a inclusão dos recursos para pessoas com deficiência”, reforça Ana Lúcia Motta. 

Sobre as empresas parceiras

O All Dub Group é uma empresa de dublagem, legendagem e tradução, que mesmo jovem no mercado audiovisual, apenas seis anos, tem grandes clientes como plataformas de Streaming (Amazon, Disney Plus), canais de TVs e estúdios cinematográficos. A empresa se especializou em fornecer conteúdos para pessoas com deficiência auditiva (janelas e intérpretes de Libras, legendas e Closed Caption) e com deficiência visual (audiodescrição), e vem ganhando destaque nos seus trabalhos em grandes eventos como o Rock in Rio, Carnaval da Sapucaí e outros.

O Grupo Identidade é uma agência de palestrantes com um elenco de profissionais de Alta Performance em suas áreas de atuação e com real capacidade de entrega de conteúdo. Entre os palestrantes da empresa estão o dançarino e empresário Carlinhos de Jesus, o jogador Giovane Gávio, a empreendedora social Andrea Schwartz e o empreendedor e escritor Geraldo Rufino.

COMPARTILHE ESTE POST:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
alldub sobre-nos

Ana Lúcia Motta

Olá, bom que você está aqui. Aproveite nossos conteúdos ricos sobre o mercado de dublagem e acessibilidade para levar seu evento, mensagem e produções audiovisuais para audiências em todas as nações.

Sou CEO da All Dub Group, e Palestrante em Projetos de Acessibilidade e Dublagem como RIO2C e Riowebfest. Sou coautora do livro “Os desafios da Mulher Empreendedora do Novo Tempo”. Registre aqui seus contatos e comece a receber dicas e soluções para seus projetos audiovisuais, eventos, palestras e treinamentos.

Receba dicas e soluções para Dublagem, Legendagem, Tradução, Locuções, Closed Captions e Audiodescrição, Acessibilidade em Libras.

Descubra como conquistar audiências qualificadas e tornar sua mensagem acessível para todos os públicos.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.